Guia de manutenção preventiva automotiva


Guia de manutenção preventiva automotiva: Confira quais os itens a serem avaliados de forma periódica em seu veículo, a fim de evitar falhas, desgaste irregular, acidentes e altos gastos com reparos futuros. 

A manutenção preventiva automotiva é um dos processos mais importantes para o cuidado de qualquer carro. Ter bons hábitos de manutenção automotiva não apenas prolonga a vida útil do seu carro, mas também pode economizar muitos problemas e dinheiro.

É importante que você pense na manutenção preventiva automotiva não apenas como uma reação quando o carro falha. Pelo contrário, abordar a manutenção automotiva do ponto de vista preventivo será mais eficiente e benéfico para o veículo.

Guia de manutenção preventiva automotiva

Portanto, ao invés de ver a manutenção preventiva como um gasto, pense nela como um investimento que pode te economizar muito.

Assim como você nunca pensou em eliminar a proteção veicular do seu carro porque sabe o quanto ele pode te ajudar no futuro em caso de acidente de trânsito; Da mesma forma, você deve pensar na manutenção automotiva, pois na realidade o custo é apenas uma fração do que custaria se tivesse um problema mais sério por falta de manutenção preventiva automotiva.

Por isso, apresentamos um pequeno guia sobre as melhores práticas de manutenção preventiva para o seu carro:

Manutenção preventiva automotiva: Quando e por que realizar?

A primeira revisão veicular deve ser feita após 5.000 quilômetros. O processo deve ser repetido pela segunda vez em 10.000 quilômetros e depois eles podem ser mais espaçados um do outro. As recomendações variam de acordo com o veículo.

Também é aconselhável realizar uma revisão veicular antes de sair em viagem, para confirmar a adequação do carro e possíveis reparos para dirigir em segurança.

1 – Óleo do carro

O óleo é um dos componentes mais importantes para a manutenção preventiva automotiva. Ele é responsável por lubrificar o motor e reduzir o atrito entre suas partes para melhor desempenho e vida útil.

Caso a lubrificação não ocorra de forma adequada, o atrito das peças do motor pode causar desgaste prematuro.

Embora existam várias marcas e qualidades, algumas com tecnologia impressionante, como regra geral nenhuma dura mais de 15.000 quilômetros (embora existam fabricantes que elevam para 20.000 quilômetros).

Cada fabricante tem uma distância recomendada percorrida para fazer a troca, mas geralmente é recomendado a cada 5.000 quilômetros.

Se você não trocar o óleo, ele fica sujo e perde suas propriedades lubrificantes. Além disso, na troca de óleo, o filtro também deve ser substituído, porque pode acumular impurezas e óleo velho.

Durante a manutenção preventiva automotiva, os níveis de óleo também são verificados para detectar possíveis vazamentos.

2 – Aros ou Pneus

Outro fundamento da manutenção preventiva automotiva, principalmente se você vai pegar a estrada numa longa viagem.

Na manutenção é necessário verificar a pressão em que estão inflados e o desgaste que sofreram. A idade dos pneus e a textura dos padrões que controlam a tração também são críticas.

Outro fator que você deve verificar em seus pneus durante a manutenção é o alinhamento e balanceamento nas quatro rodas.

3 – Amortecedores

Mais um dos componentes fundamentais do seu carro e essencial em qualquer manutenção preventiva automotiva. Os amortecedores ajudam a manter a estabilidade e o controle que você tem sobre o seu veículo.

Em geral, eles devem ser substituídos aproximadamente a cada 20 mil quilômetros, pois seu desgaste geralmente não é visível a olho nu. Eles são muito importantes para a segurança, então você não deve economizar nesse aspecto.

4 – Freios

Outro dos pontos cardeais da segurança automotiva e que deve ser cuidadosamente revisado a cada manutenção preventiva automotiva. A revisão deve ser de todo o sistema de frenagem e consiste em:

  • Verificar o nível e a qualidade do fluido de freio, ele deve ser transparente; se estiver turvo, deve ser trocado.
  • Revisão e retificar os discos e tambores de freio.
  • Inspeção de desgaste do forro.
  • Recomenda-se fazer a revisão a cada 10.000 quilômetros e trocar as pastilhas a cada 25.000 km.

Um indicador de que a revisão é necessária é se você ouvir ruídos ou assobios toda vez que pisar no freio. Eles devem ser inspecionados por mecânicos de freios especializados pelo menos uma vez por ano.

5 – Filtros

Além do filtro de óleo, seu veículo possui outros filtros para garantir seu funcionamento e ótimo desempenho. Esses filtros retêm impurezas e evita a contaminação do motor, câmara de combustão e cilindros.

Entre os filtros que devem ser verificados em cada sessão de manutenção automotiva estão:

  • Filtro de ar: Recomenda-se trocá-los uma vez por ano ou a cada 20.000 quilômetros
  • Filtro de gasolina: cada 30.000 quilômetros
  • Filtro de óleo: a cada 5.000 a 10.000 quilômetros. 

O desgaste desses componentes também depende das condições climáticas em que o veículo costuma circular. Por esta razão, é importante que sejam verificados pelo menos a cada 6 meses.

6 – Correia do motor

Também conhecida como correia dentada, sua quebra pode ser muito cara, por isso é essencial verificá-la periodicamente. Ela é responsável por converter a potência do motor em movimento, por isso é de extrema importância para o veículo.

Embora tenha durabilidade entre 80.000 e 10.000 quilômetros, não se esqueça de incluí-lo em qualquer sessão de manutenção preventiva automotiva.

Em alguns casos, a correia dentada é acoplada à bomba d’água, então a troca é feita em ambos os elementos, algo que está se tornando cada vez mais comum em modelos mais novos de várias marcas de automóveis.

7 – Bateria

O exterior deve ser verificado para evitar corrosão e desgaste, bem como o uso moderado dos componentes elétricos do carro. Nas revisões também são inspecionados os níveis dos líquidos internos. Esses líquidos contêm ácido sulfúrico altamente corrosivo, portanto, o acumulador deve ser inspecionado por especialistas.

Ao fazer a manutenção de uma bateria, uma mistura de gás altamente tóxica e explosiva de hidrogênio e oxigênio pode escapar. Por tudo isso, a inspeção da bateria deve ser feita por especialistas com luvas e óculos de segurança.

8 – Palhetas do para-brisa

Este componente pode não ser muito mencionado, mas é de vital importância para uma condução segura. Especialmente em um lugar que costuma ter uma longa e intensa estação chuvosa.

As palhetas do limpador são vitais para a visibilidade do motorista ao dirigir na chuva e podem se desgastar rapidamente devido a exposição excessiva ao calor e à chuva, por isso, é recomendável que sejam verificadas a cada seis meses e substituídas, se necessário.

9 – Conversores catalíticos e sistemas de exaustão

De grande importância para o meio ambiente, ajudam a reduzir as emissões poluentes do veículo, bem como o ruído. Em geral, os catalisadores devem ser substituídos a cada 80.000 quilômetros.

Demais fatores a serem considerados na manutenção preventiva automotiva

Como mencionamos anteriormente, cada veículo tem necessidades diferentes e os pontos anteriores foram o que mais se aproximou de um guia ou mapa para fazer a manutenção preventiva automotiva de qualquer veículo em geral.

No entanto, existem outros fatores igualmente importantes que podem não se aplicar a todos os veículos. Falamos de componentes como:

1 – Sistema de refrigeração

A sofisticação do sistema de refrigeração depende do carro, mas em geral sua manutenção consiste em:

  • Inspeção de todos os componentes para detectar e reparar vazamentos
  • Revisão dos ventiladores e seu correto funcionamento
  • Limpeza do sistema removendo sedimentos e depósitos orgânicos
  • Inspeção de componentes: mangueira, bomba de água e sensores de temperatura
  • Verificar os níveis de anticongelante.

2 – Transmissão automática

A manutenção da transmissão automática consiste em drenar o óleo contaminado e substituí-lo por óleo novo. Além disso, o fluido da transmissão deve ser substituído de acordo com as especificações de cada fabricante.

No final das contas, você não precisa ir até a oficina para consertar uma avaria no seu carro, mas sim para realizar a manutenção preventiva automotiva, que costuma ser bem mais barata. No entanto, caso ocorra uma avaria, lembre-se de que existem algumas reparações que o seu seguro automóvel ou proteção veicular pode ajudá-lo. E por falar nisso, você também deve entender bem as condições da garantia do seu veículo.

Agora que você já sabe da importância do serviço, tente fazer a manutenção do seu carro regularmente e evite altos gastos ou perigos na direção.

Guia de manutenção preventiva automotiva

Guia de manutenção preventiva automotiva: Confira quais os itens a serem avaliados de forma periódica em seu veículo, a fim ...
Leia Mais

Como fazer backup no WhatsApp GB?

Você vai aprender neste artigo, como fazer backup do Whatsapp GB. O WhatsApp é a maior mensageiro do mundo atualmente, ...
Leia Mais

Deixe um comentário